Vitória da mobilização!

Depois de 7 anos de luta, moradores da Vila Autódromo finalmente receberam as novas casas! Isso só foi possível pela resistência dos moradores e moradoras, que não aceitaram as remoções, e de apoiadores e apoiadoras que estiveram ao lado deles pelo direito à moradia. 


Luiz e Dona Penha, após receberem suas novas casas na Vila
7 anos de resistência da Vila Autódromo

Desde 2009, quando foi anunciada a remoção da Vila Autódromo por conta das obras olímpicas na região, moradores e apoiadores da comunidade vêm se mobilizando contra as remoções e pela urbanização do território.

De lá pra cá, mais de 80% das famílias foram removidas do local e as condições de vida para as que resistiram são bem precárias: os cortes de água, luz e outros serviços públicos é frequente, além do perigo que representam os entulhos e máquinas de obra que circulam por ali. Depois de muita pressão através das redes sociais, emails, ligações para o gabinete do prefeito, vigílias, ocupações e até a elaboração de um Plano Popular para a Vila, a urbanização finalmente está perto de acontecer!

No dia 8 de março, Eduardo Paes apresentou para a imprensa um Plano de Urbanização da Vila (diferente do Plano Popular) e, no dia 28 de março, finalmente se encontrou com os moradores para discutir esse novo Plano. Desde então, o Núcleo de Terras e Habitação (Nuth) da Defensoria Pública do RJ vêm se reunindo com moradores para discutir algumas alterações no Plano. No último dia 13 de abril, a Defensoria assinou com a Prefeitura um Termo de Acordo Administrativo, que prevê o início imediato das obras de urbanização para a construção das casas destinadas às 20 famílias que ainda permanecem na Vila, com a entrega das chaves aos moradores no dia 22 de julho.

Além disso, o Acordo inclui a construção de uma praça poliesportiva e de um Centro Cultural que vai abrigar a Associação de Moradores. Uma outra importante exigência dos moradores foi atendida: as casas que não serão atingidas pelas obras só serão demolidas após a entrega das chaves das novas habitações. As demais famílias serão realocadas em moradias provisórias dentro do próprio terreno até que a urbanização esteja concluída. Dessa forma, os moradores vão garantir a posse do território.

Graças à luta dos moradores e apoiadores, a urbanização está bem perto de acontecer! Mas depois da prefeitura ter mudado inúmeras vezes os planos para a Vila Autódromo e colocado em risco a existência da comunidade, precisamos continuar mobilizados e acompanhando de perto o cumprimento dos prazos: é só preencher o formulário que você será avisado caso ao Acordo não seja cumprido e a gente precise pressionar de novo o prefeito!

Fontes:
Defensoria e Prefeitura firmam Acordo Coletivo de Permanência e Urbanização da Vila Autódromo
Clique aqui para editar...


A
 luta dos moradores da Vila Autódromo é antiga e conta com o apoio de inúmeras organizações da sociedade civil.
Clique aqui para editar...

O
 Meu Rio entrou nessa porque acreditamos que a construção de uma cidade mais inclusiva e democrática passa pelo respeito aos seus cidadãos e a defesa do direito à moradia digna.
Meu RioCriado por Meu Rio usando o BONDE